Austeridade
Austeridade975

O que precisamos fazer para que, dentro de três anos, possamos dizer que essa crise atual foi a melhor coisa que poderia ter acontecido com nossa empresa?

Mudar a mentalidade, indo da ansiedade, decepção e culpa para curiosidade, criatividade, empolgação e ação determinada. As pessoas são a chave para a mudança, elas se mostram resistentes a mudanças, mesmo quando parecem achar que querem mudar. A não ser que possamos deter e enfraquecer os inimigos internos (sabotadores), eles farão o melhor que puderem para roubar de você qualquer melhoria. A mente humana é nossa melhor amiga e nossa pior inimiga, é incrível, ela pode abrigar personagens que ativamente sabotam nossa felicidade nosso sucesso. Ignorar seus sabotadores é como plantar um belo e novo jardim e deixar lesmas ferozes soltas nele.

Você conhece a história do Rei Sísifo?

Sísifo2015_975
Ao longo dos anos, em muitos aspectos da nossa vida, não estamos muito melhor do que Sísifo.

O pobre ex-rei penosamente empurrava uma enorme pedra morro acima vez após outra, mas seus esforços sempre iam por água abaixo logo antes de chegar ao topo. Muitos de nossos esforços para aumentar nosso sucesso ou felicidade vão por ladeira abaixo do mesmo jeito que a enorme pedra que rolava de volta até o pé do morro.
Por que a maior parte das coisas decididas são deixadas de lado? Por que novas habilidades de liderança adquiridas em eventos em pouco tempo dão lugar aos velhos hábitos? Assim como Sísifo, por que?

Há muitos questionamentos internos, ansiedade,… Pense bem. Nossa própria mente nos sabota. Desperdiça tempo. Desperdiça energia vital. 
Nosso objetivo é elevar os resultados, as estatísticas deixam evidencias, 20% das equipes alcançam seu verdadeiro potencial. A questão não é saber se os sabotadores estão presentes, mas quais e o quão fortes são. Eles são universais (existem em todas as culturas) porque estão ligados às funções do cérebro que se concentram na sobrevivência.

Dizem que: “A necessidade é a mãe da invenção”. É aí que a inteligência positiva, foco e ação correta faz a diferença.

Não vale justificar que o nome do rei deve mudar!
Vamos reprogramar, vamos colocar o piloto automático para descansar, vamos assumir as rédeas e liderar as mudanças, vamos ser a diferença, a grande dificuldade não está em fazer coisas novas, está em fugir dos velhos hábitos.

Life_975


Os comentários estão fechados.


« Voltar