Desafios 2016
Banner2016_iTmSense

Estamos iniciando 2016,…

Somos o maior cérebro coletivo que jamais existiu, que continuará crescendo nas próximas décadas. Mas não há progresso sem felicidade, e o mundo não é feliz porque oscila entre desorientação e medo. Diante desse paradoxo vemo-nos forçados a reconhecer que o que está em crise não é a realidade, mas sim, a nossa maneira de interpretá-la.

Sentimos crescer, dentro de nós e ao nosso redor, a exigência de um novo mundo consciente e solidário, um novo modelo capaz de orientar o progresso.

Em qualquer época da história, em qualquer canto do mundo, muitos desafios foram revelados. Cada um desses desafios foi enfrentado recorrendo-se a instrumentos específicos; todos juntos foram enfrentados criando-se modelos de vida. Alguns desses modelos baseiam-se na existência terrena, outros, na vida ultra terrena; uns confiam na introspecção, outros, na organização; As classificações estão na mente de quem classifica, assim como a beleza está nos olhos de quem vê, e a música, nos ouvidos de quem ouve.

Ocorre, portanto, começar 2016 trabalhando para rever criticamente os percursos já experimentados na história e tirar deles, fatos e dados, indicações para o caminho que nos aguarda. Como descreve Domenico de Masi, o futuro chegou!

“Todos temos dentro de nós um grão de loucura sem o que é imprudente viver!” –  Federico Garcia Lorca.  

“Nenhum vento é favorável para o marujo que não sabe para onde ir” - Sêneca.

“Aos quinze anos decidi aprender. Aos trinta, estava firme na Via. Aos quarenta não tinha mais dúvidas. Aos cinquenta, compreendi a lei do Céu. Aos sessenta, o meu ouvido estava perfeitamente afinado. Aos setenta, eu agia conforme mandava o meu coração”. – Confúcio.

O copo está meio cheio? ou está meio vazio?

Que o nosso ano seja repleto de alegrias! 

 


Os comentários estão fechados.


« Voltar